28 de jul de 2011

CHIP ANTICONCEPCIONAL FEMININO:COMEÇA A SE TORNAR POPULAR NO BRASIL

Com um enorme crescimento da tecnologia em todas as áreas, muitas oportunidades e métodos têm sido desenvolvidos para melhorar a saúde das pessoas. Quando o assunto é prevenção, vários métodos já estão sendo modernizados e passaram a ganhar a credibilidade das pessoas por seus efeitos positivos.

Atualmente, existem muitos métodos anticoncepcionais para que as mulheres evitem uma gravidez indesejada. Dentre um desses métodos e que poucos ainda conhecem é o implante anti-conceptivo, conhecido como Chip anticoncepcional feminino. Ele é usado para surtir o mesmo efeito que outros anticoncepcionais.
chip-anticoncepcional-feminino
Para este implante, algumas características próprias podem ter um efeito maior que os métodos mais tradicionais. Começando pelos seus efeitos, ele pode ser indicado para o controle ou tratamento de problemas como endometriose, miomas, tensão pré-menstrual, dismenorreia (cólicas menstruais), anemia, dentre outros.
Quer saber como funciona este método? Ele se dá através da introdução de um chip que é colocado sob a pele do braço da mulher. O chip contém um hormônio chamado etonogestrel (progestina) cuja função é de não permitir a fecundação e evitar a gravidez.
O chip, na verdade, é uma pequena vareta de plástico do mesmo tamanho de um palito de fósforo. Uma das principais vantagens é o fato de que a mulher não precisa preocupar-se em tomar a pílula do dia seguinte.
Com a introdução do chip, seus efeitos quanto à gravidez funcionam de forma a interromper a liberação do óvulo, altera o muco cervical prevenindo assim, que o esperma alcance o óvulo. Além disso, ele altera o revestimento do útero.
Sua forma de uso é feita através de um profissional de saúde onde ele insere o implante anticoncepcional sob a pele do braço. Salientamos que a mulher poderá ter um único implante por até três anos, sua eficiência em geral é de mais de 99%.

Conheça agora os seus principais benefícios do Chip anticoncepcional feminino:
- A maioria dos implantes funciona por três anos;
- Não interfere nas relações sexuais;
- Não altera a capacidade de engravidar após a remoção do chip;
- Pode ser usado quatro semanas após o parto.
Como qualquer outro método assim como os medicamentos, o chip anticoncepcional pode apresentar alguns incômodos em algumas mulheres como dor de cabeça nos primeiros dias, vaginite, sensibilidade mamária, ganho de peso, alteração de humor, nervosismo, dentre outros. Mas isso varia de pessoa para pessoa. Em muitos casos, algumas mulheres apresentam poucos efeitos colaterais.
Portanto, o método é seguro e como apresentado, possui um bom resultado. É sempre importante lembrar que o método por ser feito através de um pequeno procedimento cirúrgico, deverá ser realizado através de um profissional de saúde. Isso certamente garantirá o sucesso no procedimento.


fonte: mundohoje

Nenhum comentário:

Postar um comentário